quinta-feira, 9 de junho de 2011

Dia dos Sem Namorados

Olá amigas!
Estou triste. Ando me aventurando no mundo dos relacionamentos e me sinto uma criança aprendendo a andar. Ainda não sei bem se existe algum problema ou se as coisas são assim mesmo.


Sites de relacionamento – depois que eu me separei, de um dia para outro fiquei sem nicho. Quando se é casado, a maioria dos poucos amigos é casada também, todos os programas em comum envolvem os filhos e a família. De repente, a vida muda e a gente se vê sem lugar e sem companhia. O que fazer? Depois de concluir que nas baladas não se consegue muita coisa mais profunda, que a alma não se satisfaz, existe uma escolha: ficar triste em casa ou entrar em um site de relacionamento. O site de relacionamento parece uma grande festa onde vc pode conversar com várias pessoas sem a barulheira da música alta, rs...


Meu irmão havia me recomendado dois sites há uns meses. Mesmo cadastrada, até então não conversara com ninguém, mas havia chegado a hora. Sempre gostei de fazer amigos virtuais e acredito nas pessoas mesmo sem vê-las. Comecei a conversar com vários pretendentes e a me interessar pela vida deles. Uns viram amigos, outros me fazem rir e uns me fazem chorar.


O que eu procuro? Eu me perguntei. Alguém para conversar que se interesse por minha vida e que não me veja somente como uma princesa de conto de fadas. Em muitas conversas, alguns homens passam o tempo todo me elogiando, dizendo serem apaixonados por mim, mas não percebo nenhum interesse em conhecer minha vida. Não quero isso. Quero alguma profundidade, um gostar verdadeiro.


Aí, conheci um homem interessante, com algumas afinidades e principalmente por se interessar pelo que eu tinha a dizer. Isso me encantou, confesso. Recebi uma mensagem linda (muito romântica) e como sou sonhadora, vcs já sabem...rs...por um dia vi flores e alegria em tudo...o pensamento voava...o coração batia forte...e eu que pensava ser insensível, rs...., não parava de pensar nele. Neste dia, acordei alegre, coloquei um vestido com flores rosa, sombra nos olhos e sapatos altos, arrumei o cabelo e as unhas.... Uma produção toda por que me sentia apaixonada..eu nem lembrava mais como era me sentir assim.... o melhor era eu não ia a lugar algum...rs... Mesmo que por um dia...foi bom saber que ainda tenho um coração...


Felizmente ou infelizmente, a fantasia durou pouco... de repente a criatura gelou...as mensagens, quando apareciam vinham secas...o contato rareou e por fim o toco...rs...


Sobre o toco virtual. Num dia depois da terapia... estou fazendo terapia e saio de lá bem leve, ficando neste estado por mais ou menos três dias, rs..., depois disso: lama. Pois é, num dia depois da terapia, resolvi que gostaria de encontrar o amigo virtual. Como eu estava corajosa naquele dia...rs... Mandei uma mensagem para ele convidando-o para sair para tal lugar, em tal horário e o que ele pensava a respeito. Sabem qual a resposta? Estou esperando até hoje...rs... Fiquei o dia todo a espera de um contato, qualquer resposta, sim ou não, uma mentira seria mais honesto, qualquer sinal de fumaça...mas nada...nada...nada... Não entendo. Será que sou doida e ele nunca esteve interessado em mim? Será que ele é doido por não se interessar por mim? Rs...


Minha cabeça fantástica e imaginativa me deu a seguinte idéia brilhante: vá ao encontro, vc conseguirá se divertir sozinha e quem sabe ele te faça uma surpresa aparecendo por lá? Realmente não sei o que tenho na cabeça...deve ser minhoca...rs...com certeza é minhoca...rs... Fui ao meu encontro comigo mesma e sinceramente não gostei de não ter ninguém para conversar. Quando se está sozinha, o bom é que conversamos com os garçons, nos tornamos amigas das vendedoras e assim a cabeça se distrai um pouco de nossa solidão. Fiquei da hora em que cheguei ao lugar combinado até o último momento com esperança que ele aparecesse. No caminho do carro ainda havia em mim um traço de esperança... Quem sabe ele apareceria correndo para me encontrar no último minuto, dizendo que estava o tempo todo lá, mas sem coragem de falar comigo... Seria um desfecho bem romântico para essa história, né? Rs...


Pensando bem, eu combinei o encontro comigo mesma, assim a única pessoa que estaria lá seria eu. Rs... Como eu queria que meu coração entendesse o meu cérebro... Depois da desilusão do não encontro, rs, acordei na lama novamente... quem sabe a lama constante melhore minha pele? Tomara que chorar não envelheça, senão estou perdida, rs...


No dia seguinte, com lágrimas e muita infantilidade deletei todos os contatos que eu tinha do amigo virtual, rs... Pode?


Dia dos namorados. Com a proximidade do dia dos namorados, meus sentimentos de tristeza crescem bastante... confesso. Entrei numa loja para perguntar sobre um perfume que adoro: o Red Door. A vendedora me mostrou os tamanhos e perguntou qual que eu levaria. Eu disse a ela que meu namorado iria lá para comprar como presente do dia dos namorados, rs... E outra coisa, eu queria que ela vendesse a ele o vidro maior, rs... Não sei de onde tirei isso, mas pareceu fazer sentido na hora, rs...


Beijos a todas.