sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Montando o Primeiro Quebra-Cabeças de Verdade

Quando éramos crianças, eu e minha irmã adorávamos montar quebra-cabeças. Chegamos a montar alguns de 5 mil peças e depois colocávamos em um quadro. Aproveitei que o Dudu ganhou um de 500 partes e resolvi iniciar o costume por aqui.

Em minha casa, deixávamos em cima da mesa e colocávamos uma toalha por cima na hora do almoço ou jantar. Essa toalha tinha feltro por baixo e era usada para minha mãe jogar baralho com as amigas. Por isso as peças não grudavam. Só que éramos um pouco mais velhos que os meninos, o que facilitava essa organização.

A solução aqui foi comprar um Porta-puzzle da Grow para fazer a montagem na mesa mesmo e depois retirar as peças enrolando nele. Assim ficamos livres para fazer as refeições juntos. Funcionou muito bem.


Essa é uma atividade muito legal para se fazer em família e com os amigos. Vale a pena deixar as peças disponíveis durante vários dias. Era assim que fazíamos. Não há uma pessoa no mundo que chegue e não tente montar alguma coisa. Todos que entravam em minha casa brincavam um pouco, não importava a idade ou a escolaridade.

E o primeiro passo na montagem é juntar as bordas. São as peças mais fáceis, justamente por possuírem um dos lados reto. Foi o que fizemos neste primeiro dia.